A IGREJA

R. Jose Virgilio da Silva, 392 Vila Jundiai - Mogi das Cruzes - SP

sábado, 2 de fevereiro de 2019

INFORMATIVO Nº 196 - JANEIRO DE 2019

Feito o tablado na Igreja Tsu Suzano


Feliz Ano Novo a todos!
Entramos no ano 182 da Revelação Divina. Este ano será um ano de bastante importância, pois haverá a inauguração da Igreja Tsu Suzano, que será mais um local para a salvação. Deus-Parens e Oyassama com certeza devem estar muito felizes.
Conto com todos para que possamos fazer deste ano, mais um ano cheio de alegrias.


EPISÓDIOS DA VIDA DE OYASSAMA

107. ECZEMA É COISA SUJA

Foi um fato ocorrido em 1882, quando Tane Umetani regressou a Jiba. Encontrou-se com Oyassama, levando nos braços a filha mais velha, Taka (mais tarde Taka Haruno), que na ocasião era um bebê e que tinha a cabeça tomada por um eczema supurado. Logo, Oyassama tomou-a nos seus braços dizendo:
“Deixe-me ver, deixe-me ver.”
E observando as feridas, disse:
“Coitadinha.”
Retirou o papel colocado debaixo da almofada em que estava sentada, para ser desamassado, e rasgando-o com os dedos e passando a própria saliva, colocou os pedacinhos na cabeça de Taka, e disse:
“Tane, o eczema é coisa suja, não é?”
Tane sentiu despertar-se e pôde deduzir profundamente que não devia ter espírito sujo, mas que devia estar sempre com espírito limpo para poder contentar os outros.

Assim sendo, agradeceu-lhe sinceramente, voltou para Osaka e, na manhã do segundo ou terceiro dia, percebeu que toda a ferida que estava tão úmida, ficara seca e soltara-se apegada ao papel colocado por Oyassama, como se fosse um chapéu de algodão. Obteve assim maravilhosamente a graça e já se podia ver uma fina pele a cobrir toda a cabeça.

Feito tablado da Igreja Tsu Hakuryu

Muitos Hinokishin de fim de ano com alegria !!!

Muitos Hinokishin de fim de ano com alegria !!!
Muito Hinokishin de fim de ano com alegria !!!


Muitos Hinokishin de fim de ano com alegria !!!

Muitos Hinokishin de fim de ano com alegria !!!

Muitos Hinokishin de fim de ano com alegria !!!


Muitos Hinokishin de fim de ano com alegria !!!
Regresso à Jiba da família Nishida

Visita do Reverendo Chikara Iburi

quinta-feira, 27 de dezembro de 2018

INFORMATIVO Nº 195 - DEZEMBRO DE 2018


Permissão de condutor da Igreja Tsu Suzano



Estamos chegando a mais um final de ano.
Neste ano que se inicia o período dos 3 anos mil dias tivemos muitos acontecimentos marcantes. Vamos firmar os nossos corações e iniciar o ano 182 com bastante alegria, perdoando, amando, e vivendo a vida plena de alegria e felicidade.


EPISÓDIOS DA VIDA DE OYASSAMA

106. SERVINDO SIMBOLICAMENTE

Oyassama passou por um sacrifício de 12 dias no Presídio de Nara, a partir de 29 de outubro de 1882.
Enquanto Oyassama esteve no presídio, Shirobee Umetani permaneceu na Residência, levantando-se de madrugada e caminhando diariamente por 12 quilômetros até Nara, juntamente com o primeiro Shimbashira e alguns fiéis mais antigos. Costumavam chegar em Nara quando o céu começava a clarear, entregavam os alimentos e os objetos que tinham trazido mais ou menos às nove horas e voltavam à Residência.
Certa vez, quando entravam silenciosamente pelo portão do presídio, foram ameaçados: “Não poderão voltar porque entraram sem nos cumprimentar.” Assim, os três acompanhantes tiveram de pedir perdão ajoelhados na lama até que fossem permitidos voltar para casa. Na entrada da Residência, eram admoestados pelos policiais que vigiavam, e não tinham mais que duas horas para dormir por causa dos guardas que revezavam três vezes por noite para revistar.
Em 9 de novembro, recepcionada por numerosas pessoas, Oyassama regressou à Residência com saúde, e chamou Umetani:
“Shirobee, obrigada pelos seus esforços. Graças a você, não senti fome.”
Achou estranho, pois no presídio, Shirobee nunca pôde encontrar Oyassama pessoalmente; apenas entregava os alimentos a um responsável e ninguém podia tê-la informado sobre a sua pessoa.
Justamente nessa época, sua esposa Tane que ficara em Osaka, pensando no sacrifício de Oyassama, servia-lhe as refeições todos os dias simbólica e espiritualmente.
Assim, a partir do dia seguinte, 10 de novembro, Shirobee recebeu a permissão de consultar diretamente Oyassama.



Altar da Oyassama em Jiba

Altares de Jiba

Cerimônia de Posse do 4º Condutor da Igreja Inmutsu


Início das obras da Igreja Tsu Suzano


sábado, 17 de novembro de 2018

INFORMATIVO Nº 194 - NOVEMBRO DE 2018

Otomarikai da Alegria com os Incríveis


Neste mês, no dia 5 regressará a Jiba, o reverendo Masaru Ishii para receber a permissão de se tornar o condutor da Igreja Tenrikyo Tsu Suzano.
A volta será no dia 29, trazendo os símbolos Divinos de Deus-Parens e Oyassama.

EPISÓDIOS DA VIDA DE OYASSAMA

105. AQUI É O LOCAL ONDE SE FICA CONTENTE

Em meados do outono de 1882, Zensuke Uno regressou a Jiba com um grupo de sete pessoas, incluindo a esposa e os filhos. Era uma visita de agradecimento pela salvação da esposa Missa, que esteve à beira da morte por complicações pós-parto.
Saíram de casa, às quatro horas da madrugada, atravessaram de barco o Lago Ogura, seguiram de jinriquixá e caminharam até chegarem a Jiba, mais ou menos às oito horas da noite. No dia seguinte, todos eles foram levados à presença de Oyassama sob os cuidados de Rissaburo Yamamoto. A emoção do grupo foi muito grande. A alegria de Missa, especialmente, salva de uma longa enfermidade, foi tanta que não pôde conter as lágrimas. Então, Oyassama perguntou-lhe ternamente:
“Porque chora?”
Missa, ainda soluçando, respondeu: “Senti tanta gratidão em poder me encontrar com a deusa viva que saíram lágrimas de alegria.” Assim, Oyassama disse:
“Jiba não é lugar onde se chora. Aqui é o local onde se fica contente.”
Em seguida, dirigiu as seguintes palavras a Zensuke:
"A terceira geração será como água límpida”.

Zensuke agradeceu dizendo “muito obrigado.” Diante das palavras de Oyassama, muito além do seu mérito, sentiu-se tão grato que ficou constrangido. E, deste modo, tomou a firme decisão do fundo do coração: “Que gratificante! Trabalharei para sempre em prol deste Caminho.”

 
Otomarikai da Alegria com os Incríveis

Otomarikai da Alegria com os Incríveis

Otomarikai da Alegria com os Incríveis

Hinokishin - Asilo Akebono Home

Encontro com Daisuke sama - 100 anos Seinenkai

Hinokishin das Crianças na Igreja

sexta-feira, 19 de outubro de 2018

INFORMATIVO Nº 193 - OUTUBRO DE 2018v




Visita de Doutrinação da Igreja Mor



No dia 26 de outubro deste ano, o mundo completará 900.100.180 anos, desde que os homens foram criados aqui na terra, quando tudo era um mar de lama. Não acham isso fantástico?
Como podemos saber com tanta exatidão esse total de anos?
Sabemos porque Deus-Parens nos contou sobre a história da criação através da Oyassama. Somente Deus-Parens o criador, poderia nos dizer com tanta clareza, sobre a nossa criação.

EPISÓDIOS DA VIDA DE OYASSAMA

104. A FÉ EM DEUS...
Em meados de setembro de 1882, Denjiro Tomita, com 43 anos, solicitou aos precursores da fé do Bairro de Wadassaki orarem a Deus-Parens pelo filho mais velho Yonetaro, de 15 anos, que se viu em perigo de vida pela recaída do mal do estômago. Ele foi abençoado com uma maravilhosa salvação em três dias. Para agradecer, Denjiro regressou pela primeira vez a Jiba acompanhado por sua mãe, Jun Fujimura, que tinha então 76 anos.
Conduzido por um ministro, foi levado à presença de Oyassama, que lhe perguntou:
“De onde veio o senhor?”
Ao responder, “Eu vim de Hyogo”, ela disse:
“É mesmo? Hyogo é um local distante. Seja bem-vindo!”
Em seguida, indagou:
“Qual é a sua ocupação?”
“Bem, sou vendedor de konnyaku (comida japonesa)”, respondeu. Então, Oyassama lhe disse:
“Se é vendedor de konnyaku, é um comerciante. Se é comerciante, compre caro e venda barato.”
E, continuando, ensinou:
“A fé em Deus... Pense que Deus é o mesmo que os pais que lhe geraram. Assim, a sua fé será verdadeira.”
No entanto, por mais que pensasse sobre “compre caro e venda barato”, não entendia o seu significado. Parecia-lhe que, se assim fizesse, teria prejuízo e o impossibilitaria de negociar. Então indagou a um mais antigo na fé que estava na Residência, que lhe explicou: “Ao adquirir os artigos do atacadista, compre relativamente caro para não quebrá-lo, nem prejudicá-lo. Agora, na hora de vender, venda mais barato, minimizando o seu lucro. Assim, o atacadista se manterá e também a sua freguesia se contentará. Com isso, a sua loja também se manterá. Esta é a razão da prosperidade mútua em que não haverá nenhum prejuízo mesmo diferindo da prática comum dos comerciantes.” Assim, convenceu-se finalmente.
Nesta ocasião, recebeu o papel e a farinha de cevada abençoados e voltou para casa. Entregou-os à mãe, Jun Fujimura, que os levou para sua casa no Bairro de Miki e, com a sua utilização, sucederam-se salvações maravilhosas e o Caminho estendeu-se ainda mais amplamente por toda a Região de Banshu.
Sara com Primaz e Esposa


Agradecimento aos staffs da Banda Koteki

Divulgação com os membros da Banda Koteki



domingo, 23 de setembro de 2018

INFORMATIVO Nº 192 - SETEMBRO DE 2018

Divulgação nas redondezas da Casa de Divulgação Tsu Suzano

Estamos tendo a honra de receber em nossa igreja, o condutor da Igreja Mor reverendo Hatsuo Kubo, e seu acompanhante Youhei Masaki, que dedicando o seu tempo e dinheiro, vêm especialmente para que possamos evoluir espiritualmente.
É de se sentir muita gratidão, vamos agradecer com a nossa evolução, construindo o sentimento de ajuda mútua e da salvação, ainda mais neste mês internacional da Divulgação. E convidar os amigos para o curso de um dia no dia 30/9.


EPISÓDIOS DA VIDA DE OYASSAMA

103. NÃO COMETA ERROS
Em junho de 1882, Komakiti Komatsu, residente em Osaka, regressou a Jiba pela primeira vez, para fazer uma visita de agradecimento, conduzido por Tokiti Izumita que o orientara para este Caminho. Ele havia sido salvo da cólera e se iniciado na fé há pouco tempo.
Levado à presença de Oyassama, ela lhe deu em mãos um amuleto e, em seguida, dirigiu-lhe estas gratas palavras:
“Bem-vindo de um local tão movimentado como Osaka a este vilarejo. Com dezoito anos de idade, ainda é jovem. Viva de maneira a não cometer erros. Não poderá imaginar quão excelente será no futuro se não cometer erros.”
Komakiti passou a viver cumprindo firmemente estas palavras, tendo-as como lema de toda a sua vida.

Divulgação nas Redondezas da Casa de Divulgação Tsu Suzano

Transferência de Deus-Parens para a casa nova da família Kato

Muitos Hinokishin na Igreja

Muitos Hinokishin na Igreja

Muitos Hinokishin na Igreja

Muitos Hinokishin na Igreja

Muitos Hinokishin na Igreja

Muita Alegria na Festa da Amizade

Muita Alegria na Festa da Amizade

Muita Alegria na Festa da Amizade

Muita Alegria na Festa da Amizade

Muita Alegria na Festa da Amizade

Muita Alegria na Festa da Amizade

Muita Alegria na Festa da Amizade

Muita Alegria na Festa da Amizade

Muita Alegria na Festa da Amizade


quarta-feira, 22 de agosto de 2018

INFORMATIVO Nº 191 - AGOSTO DE 2018

Regresso a Jiba


A partir deste mês até o mês de julho de 2021, estaremos somando a quantidade de Ossazuke e Serviços de Solicitação que realizamos às pessoas. Se conhecerem pessoas enfermas ou que necessitem de uma palavra amiga, vamos auxiliá-la. A nossa meta é de 5000 vezes.
Neste mês tivemos a grata satisfação de participar mais uma vez de muitas atividades como o Shonentaikai, a divulgação, Hinokishin etc.
Muito obrigado.


EPISÓDIOS DA VIDA DE OYASSAMA

102. EU MESMA A VISITAREI

No dia 18 de junho de 1882, Oyassama, tendo conhecimento de que a irmã mais velha de Matsue, Saku Matsumura da Vila de Kyokoji, Região de Kawati, estava sofrendo de gota, disse:
“Se é moléstia da irmã da Matsue, eu mesma a visitarei.”
Partiu em vestes vermelhas, de jinriquixá, acompanhada de Izo Iburi e mais uma pessoa, pela estrada regional de Kokubu.
Permaneceu na residência de Eijiro Matsumura durante três dias, tratando pessoalmente de Saku com carinho e atenção.
Os fiéis, sabendo da presença de Oyassama, vieram se reunindo em grande número, de modo que o Sub-Distrito Policial de Kashiwara enviou alguns policiais que ordenaram fechar o portão e ficaram vigiando a casa. Mesmo assim, os fiéis chegavam, entravam e atiravam dinheiro como oferenda.
Oyassama afirmou:
“Por mais que tentem impedir, não conseguirão controlar a entrada e saída das pessoas. Aqui será um local de reverência, será o local de transmissão.”
Conforme ensinara Oyassama, Saku regressou a Jiba no terceiro dia e, com pouco mais de meio mês, recebeu a graça e ficou completamente curada.



Participação no Shonentaikai, Divulgação e Participantes do Seminar 


Atividade: Abraços Grátis no centro de Mogi

Novas portas no salão e na sala nova da Igreja

segunda-feira, 23 de julho de 2018

INFORMATIVO Nº 190 - JULHO DE 2018

Visita de Doutrinária do Dendotyo


É com grande satisfação, que membros do Tsu Hakuryu participam da caravana de Missionamento em Joinville , juntamente com o Presidente Mundial da Associação dos Moços, reverendo Daisuke Nakayama.
Neste mês, muitos membros da Igreja Tsu Hakuryu estâo regressando à Jiba, o que é de uma alegria sem igual.
Graças ao apoio de todos, tivemos um bazar da pechincha bastante animada, e um lucro de R$ 3.950,00.
Muito obrigado a todos.

EPISÓDIOS DA VIDA DE OYASSAMA

101. SEM FAZER VISITAS NO CAMINHO
Na primavera de 1882, Koisso Yamada, já próximo do parto, regressou a Jiba. Nessa ocasião, Oyassama lhe explicou:
“Desta vez é uma prova. Por isso, quando regressar a Jiba após o parto, venha direto aqui sem fazer visitas no caminho, mesmo em Mamekoshi (onde fica a casa paterna). Aqui é a Terra Parental”.
Pouco tempo depois, às oito horas da manhã de 10 de maio, enquanto o pessoal da casa havia saído para trabalhar na roça, Koisso sentiu de repente as contrações e, sem tempo para nada, tirou o avental, estendeu-o no tatame e deu à luz. Foi um parto fácil e surpreendentemente limpo, não saindo nada mais do que a placenta, além da saudável recém-nascida. Quando os familiares voltaram para o almoço, a menina estava deitada, vestida numa linda roupinha.
O casal Yamada regressou diretamente a Jiba dois dias depois, de acordo com as palavras de Oyassama.
Como havia chovido no dia anterior, o caminho ainda estava molhado; por isso, a criança foi levada nos braços de Ihatiro e Koisso usando um calçado alto, passaram perto de Mamekoshi, mas não visitaram os Yamanaka (casa paterna da Koisso) e andaram mais de 12 quilômetros. Todavia, não houve qualquer corrimento pós-parto, nem incômodo físico. Foi um regresso maravilhoso a Jiba.
“Já é hora de Koisso chegar.”
Oyassama que a esperava, ficou muito contente com o regresso, tomando pessoalmente o bebê no colo, disse:
“Vou dar-lhe um nome. À proporção que esta criança for crescendo, o Caminho também só tenderá a ser excelente e só a prosperar. Assim por significar que prosperará para sempre, darei o nome de Ikue.”

Participantes do Bazar da Pechincha

Regresso a Jiba dos fiéis de nossa Igreja 

Regresso a Jiba de fiéis de nossa Igreja

Juntos com o Daissuke sama em Joinvile

Juntos com Daissuke sama no Dendotyo